Nos últimos dois anos trabalhei numa empresa que fabrica equipamentos de frio para o setor hoteleiro. Durante este tempo trabalhei diretamente com pessoas que me ajudaram e a quem ajudei a perceber melhor como funciona este mundo.

Ficam aqui algumas das ideias que podem ajudar os donos e qualquer restaurante:

1 – Seja pro activo

Nunca pergunte ao cliente se quer ver o menu. Leve-o automaticamente e faça-o salivar com as suas especialidades. Exemplo: “para hoje aconselhamos uma deliciosa carne tenra de novilho em redução de vinho do porto com a doce cebola roxa caramelizada…”. Já estão com fome, não?

2 – Tenha experiência

Sempre que possível faça com que o seu pessoal experimente os seus pratos. Quando um cliente pergunta se um prato é bom a resposta “aqui é tudo bom não chega”. Eles devem dar a sua opinião genuína acerca das suas preferências e explicar por que razão é mesmo bom.

3 – Arranje alternativas

Para aumentar as vendas pode também usar esta técnica. Quando pergunta se o cliente quer sobremesa e ele diz que está cheio; ofereça uma sobremesa que ele possa levar e sentir o prazer de a degustar mais tarde confortavelmente em casa ou num jardim, por exemplo.

4 – Aumente a vontade

Sempre que possível e se justificar pode treinar os seus colaboradores para aconselhar o melhor vinho para cada prato. Ter algum vinho para amostra pode ajudar a impulsionar a vontade de beber um bom vinho.

5 – Torne a relação mais íntima.

Muitas vezes os clientes voltam ao restaurante onde se sentiram bem. Não repetia as mesmas deixas em todas as mesas. E, vez disso tente perceber o humor e a disposição do seu cliente. Tente decorar os seus gostos. Enquanto tenta fazer isto ofereça uma pequena entrada. O feedback que vai ser espantoso.

6 – Aconselhar não é pressionar.

A indicação do melhor prato ou bebida para acompanhar a refeição deve ser genuína e ter em conta a disposição do cliente. Deve servir para melhorar a experiência da refeição. Não deve usar esta estratégia para despachar o que tem a mais pois pode provocar uma experiência negativa.

7 – Crie um valor acrescentado.

Tente que o cliente prove um produto ou bebida diferente dizendo-lhe que ele vai gostar da experiência. Faça-o ter novas e inusitadas sensações.

8 – Reconheça e recompense.

Se reconhecer e recompensar o bom trabalho dos seus colaboradores eles vão lutar para vender mais e ser mais prestáveis. A liderança baseada na reprimenda só vai fazer crescer sentimentos de injustiça, mau serviço e rotatividade dos empregados.

9 – Use o Neuromarketing

Estudos mostram que as pessoas tendem a escolher um dos últimos itens que está a sugerir. Assim se pretender vender um determinado prato aconselhe-o no fim das suas sugestões. E quando está a dizer as suas sugestões vá reparando nas caras dos seus clientes. Se eles acenarem em algum deles, provavelmente vão escolhê-lo.

Duarte Cardoso

2015

Anúncios