O aparecimento dos smartphones e a generalização da internet móvel veio mudar o comportamento dos consumidores. Este comportamento tem que ser rapidamente percebido para que seja possível aproveitar as oportunidades que estas alterações trazem.

Quanto mais rápido nos adaptarmos aos novos hábitos, mais vantagens teremos sobre a concorrência e mais clientes ganharemos. Vejam a diferença entre os clientes de um restaurante antes e depois dos smartphones:

Antes dos smartphones:

1 – Entravam, cumprimentavam o empregado e sentavam-se

2 – Eram servidas as entradas

3 – Escolhiam o prato a partir da emente ou pediam opinião ao empregado acerca

4 – Conversavam e conviviam enquanto comiam

5 – Depois da sobremesa e café, pagavam e saíam, despedindo-se do empregado.

Hoje em dia o processo é mais ou menos este:

1 – Entram e perguntam se tem wi-fi grátis

2 – Sentam-se a olhar para o telemóvel

3 – Chamam o empregado porque estão com dificuldades com a ligação sem fios

4 – Antes de olhar para a ementa voltam para o telemóvel

5 – Escolhem o que querem comer com um olho na ementa e outro no telemóvel

6 – Enquanto comem têm numa mão o garfo, na outra o telemóvel

7 – Pedem a sobremesa, café e conta sempre com o telemóvel

8 – Saem a olhar para o telemóvel

A partir desta análise é possível encontrar novas necessidades e estratégias para um restaurante: É preciso ter uma rede Wi-FI gratuita e convém que o empregado saiba ajudar a configurá-la. O serviço é mais longo pois o cliente passa muito tempo alheado do que o rodeia a olhar para o telemóvel. É então preciso criar estratégias para chamar a atenção do cliente para aquilo que ele está a comer e para o ambiente à sua volta.

Saber que os novos consumidores não largam o telemóvel também é muito útil: sabemos como podemos comunicar com os clientes. Podemos convidá-los a gostar da página do Facebook, onde pode ver fotos de outros deliciosos pratos e introduzir a nossa ementa nas redes sociais. Aceitar reservas via redes sociais é outra forma simples e fácil de ir de encontro ao consumidor digital.

Como vimos o comportamento das pessoas está a mudar. Em todas as mudanças há oportunidades à espreita. E quem se adapta mais rápido tem mais hipóteses de sobreviver.

Duarte Cardoso

2014

Anúncios